segunda-feira, 25 de julho de 2011

O futuro do livro

Sugestão de reportagem

Formas completamente novas de narrativa surgirão a partir da revolução tecnológica. A previsão é de Bob Stein, editor de 65 anos que desde os anos 1980, bem antes do advento da internet, dedica-se à produção de conteúdo eletrônico.

Anjos


 Anjos. Obra de Alfredo Ceschiatti. Interior da Catedral de Brasília

© Pedro Ferreira de Andrade

Ipês




















Tomadas das fotos dos ipês floridos:
  • Roxo / Rosa - Parque da Cidade / Brasília
  • Amarelo - Esplanada dos Ministérios / Brasília
©  Pedro Ferreira de Andrade

Uma imagem


Meteorito
Escultura de Bruno Giorgi - Palácio do Itamary - Brasília
© Pedro Ferreira de Andrade

sábado, 16 de julho de 2011

Exercício do texto de autoria coletiva no GoogleDocs

Amostra de uma revisão detalhada

Amostra de uma revisão detalhada






















 TRABALHADO EM ENCONTRO PRESENCIAL

USO DAS TIC NA EDUCAÇÃO: QUAL A PERSPECTIVA DE INOVAÇÃO?

Pedro Ferreira de Andrade; Brunna da Silva Pereira; Camila Braga Vaz dos Santos; Elias Gomes Santana; Everton Vieira Guimarães; Giselle Lima Cardoso; Gustavo Stenio Silva Sousa; Marcelle Teixeira Diogo; Mirian Barbosa da Silva; Rayssa Simone Campelo; Tamara Assunção Saldanha.

Palavras-chave:

Resumo

Abstract



             As Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC, neste texto, compreendem os recursos digitais como computador e internet, que podem ser classificados como ferramentas de suporte educacional. Essas ferramentas podem contribuir no processo de ensino aprendizagem tanto do ponto de vista construtivista quanto instrucionista, dependendo da visão pedagógica  do professor.

Segundo Valente (2001), na abordagem construtivista o aprendiz constrói com o uso do computador e seus recursos o próprio conhecimento. Nessa situação, o papel do professor passa de observador para experimentador com a função objetiva e clara de orientar o aprendizado e problematizar as situações vivenciadas, tornando o aprendizado aprazível e com melhores resultados. Belloni (2008) reforça que o professor, do futuro, deverá torna-se “parceiro dos estudantes no processo de construção do conhecimento” em busca de uma inovação pedagógica que pode ser sintetizada com a fórmula ensinar a aprender. Na abordagem instrucionista visa simplesmente repassar conhecimentos ao aluno. O computador é usado como máquina de ensinar ou simplesmente como ferramenta auxílio, chamados ainda por Valente(1997) de informática para educação e informática na educação respectivamente


Referências Bibliográficas:

BELLONI, Maria Luiza. Educação a Distância. Campinas, SP: Editora Autores Associados, 2008.


VALENTE, J. A. O uso inteligente do computador na educação. Revista Pátio, 1997.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Último encontro

Pessoal,

Foi ótimo ter trabalhado com Vocês no trabalho do conhecimento, em que aprendemos juntos.  Para se colocar como aprendiz o professor precisa vivenciar e compartilhar com os alunos a metodologia que está preconizando.

Fica a minha amizade. Quero lembrar de Vcs por todo minha vida e deixar esse registro.
Um forte abraço.


























terça-feira, 5 de julho de 2011

Vida digital: comportamento

Para uma reflexão crítica!

Britânicos temem que filhos se viciem em redes sociais

Imagem do site Veja dia 04 jul 2011
http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/pais-temem-que-filhos-se-tornem-viciados-em-facebook-e-twitter

Artigo no link referenciado chama atenção ao temor dos pais que acreditam que a internet representa perigo às crianças.  Em oito em cada dez pais acham que jovens podem se viciar em serviços como Twitter e Facebook, em conformidade com a matéria.

Leia mais em

 

Vida digital: comportamento

Imagem Ernani d´Almeida / Veja

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para uma reflexão crítica 

É difícil perceber o momento em que alguém deixa de fazer uso saudável e produtivo da internet para estabelecer com ela uma relação de dependência — como já se vê em parcela
preocupante
dos jovens.

 

Matéria completa na revista de 24 de março de 2010

Revista Veja Edição 2157